Publicitários brasileiros na “Calçada da Fama”

Publicitários que se deram bem, ganhando fama e dinheiro… Quem não gostaria de ser assim, como eles? Na verdade, não somente na questão da fama, ou do dinheiro… mas em relação à competência, criatividade e credibilidade que conquistaram.

Vamos falar um pouco sobre os publicitários mais famosos do país através de três posts. Você vai conhecer os melhores publicitários do Brasil e saber o que é possível aprender com eles. E lá vem o primeiro da lista: Nizan Guanaes.

Um baiano “arretado”

Nizan Guanaes nasceu em Salvador no dia 9 de maio de 1958. Na adolescência, foi morar na Inglaterra e na Escócia com os pais, época em que ampliou sua visão de mundo, tão importante na profissão de publicitário. Anos mais tarde, formou-se em Administração pela Universidade Federal da Bahia, mas seu primeiro trabalho foi como vendedor numa loja de artigos de prata para ajudar a família, após a morte do pai.

Aos 19 anos, ingressou na DM9 como estagiário. A mãe pediu a oportunidade ao cunhado de Duda Mendonça, que logo viu seu grande potencial criativo. Com anúncios ousados, os trabalhos de Nizan foram ganhando destaque.

Ingressou numa das grifes mais criativas do Rio de Janeiro, a Artplan. Sua campanha para a CEF, com o humorista Luis Fernando Guimarães foi escolhida, anos mais tarde, como a melhor campanha da Década de 80.

Após o sucesso na Artplan, Washington Olivetto convida Nizan para a DPZ. Pouco depois, Olivetto o chama para compor a equipe da W-GGK e mais tarde se torna vice-presidente da agência.

Nizan Guanaes

Em 1989, surge a DM9, inicialmente uma parceria de Nizan Guanaes, Duda Mendonça, Domingos Logullo e o grupo Icatu. Campanhas como “Pipoca com Guaraná” para o Guaraná Antarctica e “Velhinha”, para “televisores Sharp” e mais tarde “Mamíferos” para a Parmalat e “Amigos” para a cerveja Bavária, revelam o Nizan criativo. Mas é o Nizan empresário que surpreende o mercado com o sucesso da DM9, que nos seus primeiros dez anos de vida já era reconhecida em Cannes e figurava entre as grandes do Brasil, no ranking de faturamento.

Em 2003, inaugura a Africa e Nizan adquire, mais tarde, a MPM. Em 2008, o grupo comandado por Nizan já era constituído de 14 empresas, atuando em propaganda, marketing promocional, mídia digital, branding, conteúdo e eventos, com faturamento bruto de 3,2 bilhões de reais.

"Não paute sua vida, nem sua carreira, pelo dinheiro. Ame seu ofício com todo coração. Persiga fazer o melhor. Seja fascinado pelo realizar, que o dinheiro virá como conseqüência."
Nizan Guanaes, 2003. 

Alguns títulos de Nizan Guanaes

  •  Publicitário do Ano pelo Prêmio Colunistas. 1992
  •  Marketing Superstar pelo Advertising Age. 1993
  • Empresário do Ano no Prêmio Caboré. 1997
  • Publicitário do Ano pelo Prêmio Colunistas. 1998
  • Empresário do Ano no Prêmio Caboré. 1999
  •  Empreendedor do Ano da Ernst & Young em 2008
  •  Destaque como Publicitário no Top 40 dos 40 anos do Prêmio Colunistas (*) Líder Empresarial do Setor de Comunicação/Agências pelos assinantes da Gazeta Mercantil (**)

(*) Título compartilhado com Washington Olivetto, Alex Periscinoto e Marcello Serpa.

(**) Eleito oito vezes

Dados: Almanaque da Comunicação

www.almanaquedacomunicacao.com.br